quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Mais um lobo mau, ou melhor, faminto

As mães de crianças pequenas não têm como fugir da sina de falar de lobos. Se são meninos adoram o lobo mau de Os Três Porquinhos. Se são meninas, o lobo de A Chapeuzinho Vermelho. Mas na vida destas crianças têm sempre um lobo com a boca aberta para representar os medos que vão aparecendo em suas cabecinhas. Desta forma, estou aqui de novo vivendo todas as possibilidades de um lobo na vida do meu pequeno Antônio, que começa a colocar a cabeça para fora de casa e a descobrir os perigos do mundo. Mas haja paciência para falar sempre do mesmo lobo. Por isso, fui a campo procurar novas histórias e achei este divertido livro Que horas são, papai lobo?, de Annie Kubler, editado pela Ciranda Cultural. Annie conta, com a ajuda de um pequeno dedoche encaixado no livro, a história de um lobinho que pergunta todo o tempo ao pai que horas são. O detalhe percebido pelo Pedro, que andou lendo o livro, é que o relógio ganha em cada página uma forma diferente, mas sempre a de um animal que faz parte do cardápio dos lobos. O papai lobo responde sempre com algum acontecimento ligado à comida. Uma forma de desmistificar a fome imensa dos lobos maus que comem porquinhos, carneirinhos, vovózinhas e estão sempre a postos esperando por inocentes crianças. No caso do Antônio, uma feliz coincidência, já que ele está sempre com fome e concordando com o desejo do lobo de comer. Enfim... um bom livro para os pequenos.

2 comentários:

Mi disse...

oi Luciana,
já tinha visto esse livro em sites de livrarias, mas agora fiquei curiosa para tê-lo nas mãos...
Sobre lobo, tem um livrinho que comprei para minha filha (2 aninhos) e fez bastante sucesso: "Era uma vez um lobo mau", da Bia Villela. Fala dos opostos, utilizando para isso um "lobo mau que pega as criancinhas para fazer mingau", mas acaba sem amigos.

Amanhã teremos contação de história feita pelos pais na escola dela (imagina como adorei a idéia?!?), e este foi um dos livros que escolhi. A coleção SIM tem outros livros escritos pela Bia Villela, entre eles "Era uma vez um gato xadrez" que a pequena também adora.
bjs,
Mi

Luciana Conti disse...

Oi Mi, valeu pela dica. Vou procurar. bjs.