sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Era uma noite de inverno, no Horto, e a lua lá...


A lua

A lua se insinua
sozinha, na terra nua.
No céu, a escuridão
apenas se anuncia,
deixando entrever
o arco esbelto,
que, crescente, esgarça
o tênue fio
e desafia,
com graça,
a imprecisão da noite.

L.C. Rio: 27/07/17

PS: A lua sempre me intrigou e atraiu. Não há noite que eu não a procure no céu e quando a acho, a escuridão se expande em mim, como se eu estivesse lá, ao lado dela. 

Nenhum comentário: